Português

 
 
 

Bem-vindo ao Wines of Chile, sua primeira fonte de informação sobre o vinho chileno.
Aqui você vai encontrar informações no seu próprio idioma sobre o Chile como um Paraíso Vinicultural e também sobre a História do Vinho, Regiões de Vinho e Variedades de Uvas.

Para maiores informações sobre o vinho chileno ou sobre o próprio Chile, veja o site completo em Inglês.

460 Anos de História

01

As uvas de vinho (Vitis vinifera) chegaram pela primeira vez nas Américas com os missionários espanhóis. Apesar das videiras terem sido plantadas em outras áreas da região, uma terra apropriada para a produção de uvas boas para o vinho só foi encontrada quando as videiras chegaram ao Chile na metade do século 16. Os primeiros vinhedos chilenos foram plantados com a uva espanhola País, a qual é parecida com a uva Missão da California.

As viagens que cruzavam o Atlântico do século 19 facilitaram um intercâmbio internacional. Os chilenos de melhor situação econômica que viajavam para a Europa voltavam com novos hábitos (principalmente franceses), comidas, arquitetura e videiras. Novos vinhedos foram plantados com uma nobre variedade francesa, como Cabernet Sauvignon, Merlot, Malbec, Carmenere, Sauvignon Blanc, e Semillon. Regiões vinícolas próximas da capital como Maipo, Rapel e Aconcágua floresceram.

O surto devastador da filoxera que causou uma grande crise na Europa teve seus benefícios para o Chile, o qual nunca foi atingido pelo inseto. Os produtores de vinho europeus que perderam seus vinhedos em suas terras natais emigraram para o Novo Mundo e contribuíram para a expansão da cultura em desenvolvimento do Chile.

O mais recente boom internacional do vinho na década de 90 colocou o Chile mais uma vez sob a luz dos holofotes pelos seus vinhos de excelente qualidade e preços acessiveis. Com o aumento do interesse no produto, o Chile expandiu seus vinhedos e fez uma nova descoberta. Em 1994, a variedade Bordeaux Carmenere foi encontrada escondida entre os vinhedos de Merlot. Tal variedade tinha sido dada como perdida com o surto da filoxera. No entanto, ela estava sã e salva e bem escondida nos vinhedos chilenos de Merlot, pois tinha chegado ao chile antes da praga.

Os vinhos chilenos ja passaram por muita coisa em 460 anos. As adegas têm incorporado tecnologia de ponta e muita exploração de novos e antigos terrenos permitiram aos produtores combinar a variedade de uvas com seus melhores ambientes. As videiras agora são plantadas desde o Valle do Elqui no norte a Malleco no sul, com experimentos acontecendo bem mais longe ao sul. Os vinhedos subiram até as Cordilheiras dos Andes e chegaram bem mais perto do mar, produzindo assim um grande leque de variedades em qualidade fina, vinhos únicos que falam de suas origens como apenas poucos vinhos no mundo podem falar.

Apesar dos quase 500 anos de herança na produção de vinhos, a industria do vinho chilena é fresca, jovem e está evoluindo acentuadamente para atender ás necessidades dos atuais mercados internacionais que são cada vez mais exigentes. Os vinhos chilenos agora estão disponíveis em mais de 90 países em 5 continentes, e as vendas continuam crescendo positivamente nos tempos apertados de hoje em dia.

Clique aqui para mais informações em Inglês.

Chile: Um Paraíso Vinícola:

A combinação única de um clima Mediterrâneo moderado e variadas condições geográficas fazem do Chile um lugar ideal para uma produção eco-amigável de variados estilos de vinho. A vinicultura sustentável é uma escolha lógica e vinhedos orgânicos e biodinamicos estão em aumento. De fato, alguns dos maiores vinhedos orgânicos estão aqui mesmo no Chile, onde a natureza fornece tudo que as videiras precisam para produzir as uvas mais finas que os atuais consumidores de mente ecológica e conscientes de valores exigem.

O Que Faz a Diferença?

O clima Mediterrâneo do Chile oferece os verões quentes e secos e os invernos frios e chuvosos que as videiras adoram. A estação de crescimento se revela em dias bem ensolarados e temperaturas que caem consideravelmente a cada noite para criar a grande amplitude térmica que as uvas de vinho precisam para produzuir sabores de fruta fresca, acidez definida e, no caso das videiras vermelhas, cor profunda, taninos maduros e altos níveis de antioxidantes.

Não é por acaso que o clima do Chile é tão perfeito para a produção de vinho. Os vinhedos são bastante influenciados pelo efeito frio do Oceano Pacífico e da Corrente Humboldt que começa nas águas gélidas perto da Antártica e sobe até a costa oeste da América do Sul. Curiosamente, quando o efeito da corrente fria Humboldt atinge o linha costeira do norte, ela produz nuvens e neblina mas causa poucas ou nenhuma precipitação (e assim contribui em fazer do Deserto do Atacama o mais seco do planeta!)

A Geografia Única e as barreiras naturais como o Deserto do Atacama ao norte, as Cordilheiras dos Andes ao leste, os campos de gelo da Patagônia e a Antártica ao sul, e o Oceano Pacífico e as Cordilheiras da Costa ao Oeste, protegem os vinhedos do Chile contra pestes e fornece uma grande variedade de tipos de solo, resultando em um vasto mosaico de terroirs que permitem o aumento de uma diversidade de vinhos finos a todos os preços.

Quando se fala de vinho, O Chile Não é Comprido Porém Largo, ao contrário do que um mapa possa sugerir. Não é a distância do Equador que tem o papel dominante na definição do terroir chileno, e sim a proximidade ao Oceano Pacífico e às Cordilheiras dos Andes. O Chile tem uma diversidade de solos e climas bem maior de leste a oeste do que de norte a sul.

Altitude ao Leste:

altitudTudo no Chile parece ser influenciado pela onipresença das Cordilheiras dos Andes cobertas de gelo que imperam os vales abaixo. Durante os últimos anos, mais e mais vinhedos subiram mais alto nas montanhas piemontes, onde o sol é lento para aparecer detrás dos picos ao leste mas traz consigo a intensidade que vem com a altitude. Correntes de vento sobem e descem todos os dias criando uma alta diferença nas temperaturas máximas e mínimas diárias. Isso é exatamente o que enriquece as uvas vermelhas como as Cabernet Sauvignon.

Centrado no Vale:

centralA longa estrada Pan Americana do Chile leva diretamente ao Vale Central, pelos rios que vão pro Oeste diretamente das Cordilheiras dos Andes e ao redor da parte da Cordilheira da Costa que sobressae para o continente de vez em quando. Tipos como o Carmenere adoram este ambiente balanceado, onde o clima é estável e a terra é rica em geral.

Frio na Costa:

costaQualquer um que já nadou no Oceano Pacífico sabe que é frio! E ele é conhecido também quando vem contra a costa e cobre a terra com uma neblina pesada todas as manhãs. Ao meio-dia a neblina se dissipa, permitindo assim que as videiras aproveitem o brilho solar intenso… é exatamente esse o tipo de condição que enriquece as uvas de clima frio como Sauvignon Blanc, Chardonnay e Pinot Noir.

Clique aqui para mais informações em Inglês.

Regiões do Vinho

Denominação de Origen: Coquimbo
Valle: Elqui

valle-elquiO que os astrônomos e produtores de vinho têm em comum? Céus limpos e luz pura. Elqui tem ambos. Aqui no limite sul do Deserto do Atacama o sol faz sua mágica nas uvas de dia e as estrelas deslumbram à noite.
A área tem sido conhecida por muito tempo por suas uvas de mesa, papaias e outras frutas, assim como pelo espírito destilado do Chile, o Pisco. No entanto, novos vinhedos exploram o terreno da costa até no alto dos Andes – até 2000 metros acima do nível do mar – para o cultivo de uvas de vinho com resultados impressionantes, principalmente com a destacada e de clima frio Syrah.

Hectares plantados: 508

Denominação de Origen: Coquimbo
Valle: Limari

valle-limariO Vale Limari é uma região nova e antiga ao mesmo tempo. As videiras foram plantadas pela primeira vez na metade do século 16. No entanto, a nova tecnologia fez com que os produtores de vinho caçadores de terroir dessem uma olhada mais de perto nesse curioso território.
A neblina fria do Oceano Pacífico Camanchaca penetra o vale pelo oeste todas as manhãs e se retira quando o sol nasce sobre os Andes e banha as videiras com luz pura pelas tardes. Com menos de 10 cm de chuvas anuais, o sistema de irrigação gota a gota permite que as videiras florescam enquanto suas raízes cavam profundamente o solo rico em minerais. Esta combinação cria vinho frescos com uma distinta vantagem mineral.

Hectares plantados: 1.667

Denominação de Origem: Coquimbo
Valle: Choapa

valle-choapaO valle Choapa está localizado no ponto mais estreito do Chile, onde não existe distinção entre a Cordilheira dos Andes e a Cordilheira da Costa. Este pequeno vale é formado por dois setores, Illapel e Salamanca. Nenhum dos dois tem adegas até o momento mas os vinhedos plantados em solos de rochas piemontes estão produzindo uma quantidade limitada de uvas Syrah e Cabernet Sauvignon de alta qualidade com uma alta acidez e baixo pH.

Hectares plantados: 136

Denominação de Origem: Aconcagua
Valle: Aconcagua

valle-aconcahuaa 6.956 metros de altura, o Monte Aconcagua, a montanha mais alta nas Américas, se destaca no vale e seu pico coberto de neve entrega beleza e a água essencial ao vale abaixo. Uvas vermelhas têm alta produção no interior mas novas plantações na costa estão provando que o valle também tem potencial para as uvas brancas.

Hectares plantados: 1.098

Denominação de Origem: Aconcagua
Valle: Casablanca

valle-casablancaRelativamente novo na plantação de vinhos, o Valle Casablanca teve videiras plantadas pela primeira vez na metade dos anos 80. Rapidamente ele virou uma página na história chilena da produção de vinho. A primeira região da costa de clima frio do Chile logo lançou vinhos definidos e frescos que chamou a atenção do mundo. A busca de terroirs chilenos havia começado.

Hectares Plantados: 4.142

Denominação de Origem: Aconcagua
Valle: San Antonio / Leyda

valle-sanantonioOs vinhedos zombam do Oceano Pacífico ao chegarem cada vez mais perto da sua costa nessa região relativamente nova. As videiras escalam as montanhas a 4 km do mar e testam o caráter de cultivadores determinados e produtores de vinho pioneiros. O trabalho se paga com vinhos brancos autênticos, definidos e de minerais frescos, e também com vinhos tintos picantes que estão ganhando cada vez mais fãs.

Hectares plantados: 327

Denominação de Origem: Vale Central
Valle: Maipo

valle-maipoVinhedos se alongam ao leste de Santiago às Cordilheiras dos Andes e ao oeste até a costa formando três setores diferentes do Valle de Maipo, mais conhecido por seus vinhos tintos bem balanceados. O Alto Maipo alcança os pés da montanha e produz alguns dos mais destacados Cabernets chilenos. O Maipo Central é uma das regiões mais antigas e com a produção mais diversa do Chile, e Maipo Costeiro – um integrante relativamente novo – se beneficia da influência marítima fria que desliza sobre e entre a Cordilheira da Costa.

Hectares Plantados: 10.800

Denominação de Origem: Vale Central / Rapel
Valle: Cachapoal

valle-cachapoalLogo ao sul de Santiago, o Valle Rapel é o coração agricultural do Chile e se divide em dois setores de produção de vinho. Cachapoal, o que está mais ao norte, é conhecido principalmente por suas uvas vermelhas. O Cachapoal Alto se alonga em direção aos pés da Cordilheira dos Andes e produz Cabernets elegantes e bem balanceados, assim como combinações de vinhos tintos. Mais ao oeste na direção da Cordilheira da Costa, o setor Peumo recebe influência marítima suficiente para criar um clima aquecido, porém não quente, ideal para o Carmenere renomado e de corpo completo da área.

Hectares plantados: 10,889

Denominação de Origem: Vale Central / Rapel
Valle: Colchagua

valle-colchaguaA parte mais ao Sul do Vale Rapel é uma das regiões de vinho do Chile mais conhecida e já ganhou muitos aplausos por seus Cabernet, Carmenere, Syrah, e Malbec de corpos completos. Seus vinhos frequentemente aparecem no topo das listas dos melhores vinhos do mundo. A maioria das adegas estão concentradas no centro do vale, apesar de novas plantações avançarem subindo a montanha e explorarem a fronteira oeste em direção ao mar.

Hectares Plantados: 22.368

Denominação de Origem: Vale Central
Vale: Curicó

valle-curicoA diversidade reina em Curicó, onde mais de 30 variedades de uvas de vinho são cultivadas desde a metade dos anos 1800. A produção de vinho é sua indústria primária, enquanto também é a terceira maior região de vinho do Chile.
A história da moderna produção de vinhos de Curicó começou quando o produtor espanhol Miguel Torres iniciou seu primeiro empreendimento no Novo Mundo aqui nos anos 70, abrindo portas para uma onda de investimentos estrangeiros no paraíso do vinho no Novo Mundo do Chile.

Hectares plantados: 19.091

Denominação de Origem: Vale Central
Vale: Maule

valle-mauleEste tradicional e comprido vale de vinho – o maior e um dos mais antigos – tem atraído muita atenção renovada e merecida ultimamente. Os vinhedos de arbustos antigos e lavoura seca que ultrapassam a memória daqueles que cuidam deles agora produzem uma mescla excitante e naturalmente balanceada de Carignan, Cabernet Sauvignon, Malbec e outras variedades que ainda estão por serem identificadas. As plantações novas incluem Merlot, Cabernet Franc e o Carmenere com acidez clara e frutas suculentas.

Hectares plantados: 31.483

Denominação de Origem: Região Sul
Vale: Itata

valle-itataO setor mais ao norte dos 3 vales da Região Sul, Itata, não é um novato no mundo do vinho. Alguns dos primeiros vinhedos foram plantados próximo à cidade portuária de Concepción durante os tempos coloniais. Hoje em dia a região é uma mistura de novo e velho com seus novos vinhedos posicionados verticalmente lado a lado com os arbustos das videiras antigas, fornecendo assim muitas oportunides de exploração e crescimento.

Hectares plantados: 10.504

Denominação de Origem: Região Sul
Valle: Bio Bio

valle-biobioDias quentes e noites frias trazem uma temporada de amadurecimento longa. Porém, a pluviosidade mais alta, os ventos fortes e os extremos em geral do Bio Bio trazem condições mais desafiadoras que aquelas das regiões mais ao Norte do Chile. Produzir vinho aqui requere mais paciência, técnica e coragem do que nos outros vales. No entanto, alguns poucos ousados se arriscaram e investiram em novas plantações de variedades de clima frio como Sauvignon Blanc, Chardonnay e Pinot Noir. Os primeiros resultados mostraram o esforço sendo recompensado com vinhos excitantes com uma acidez naturalmente fresca.

Hectares plantados: 3.524

Denominação de Origem: Região Sul
Vale: Malleco

valle-mallecoMalleco é atualmente a denominação mais ao sul do Chile, apesar de vinhedos experimentais terem sido plantados muito mais ao sul em Osorno. A área provou ser excepcional para o Chardonnay e experimentos com Pinot Noir são promissores, apesar da alta pluviosidade e uma temporada de amadurecimento mais curta tornem a área muito arriscada para quase todas as outras variedades.

Hectares plantados: 17

Denominação de Origem: Região Sul
Vale: Osorno

Ainda muito em estado experimental, Osorno, 900 km ao sul de Santiago, tem uma área bem pequena de uvas de vinho plantadas. Vinhos comerciais ainda nao foram lançados e o futuro da produção de vinho dessa área permanece incerto devido ao frio e chuvas intensas.

Hectares plantados: 5

Clique aqui para mais informações em Inglês

Variedades de Uvas

O Chile atualmente tem 117.559 hectares de uvas de vinho plantadas desde o Elqui até Osorno. Existem aproximadamente 50 variedades distintas sendo cultivadas nos vinhedos chilenos, dos quais 75% são uvas vermelhas e 25% são uvas brancas. As mais importantes são:

Uvas vermelhas (88.703 hectares):
Cabernet Sauvignon (40.766 hectares)
Merlot (13.283 hectares)
Carmenere (7.284 hectares)
Syrah (3.513 hectares)
Pinot Noir (1.413 hectares)

Uvas brancas (28.856 hectares)
Sauvignon Blanc (8.862 hectares)
Chardonnay (8.733 hectares)
Viognier (309 hectares)
Riesling (305 hectares)

Clique aqui para mais informações em Inglês

Sobre a Wines of Chile

wocA Wines of Chile é uma organização comprometida em promover a qualidade e a imagem do vinho chileno mundo afora com escritórios em Santiago, Londres e Nova York, assim como representantes no Canadá, Irlanda e Dinamarca. Também trabalha de perto com a ProChile para desenvolver e oferecer programas promocionais e educacionais na Ásia, América Latina e Europa. As 72 adegas membros da Wines of Chile pertencem à Vinos de Chile e representam 85% das exportações de vinho em garrafa do Chile.

Escritório Sede da Wines of Chile
Telefone: (56-2) 218-0600
Endereço: Luis Pasteur 5280, Of. 402, Vitacura, Santiago de Chile

Clique aqui para maiores informações de contato: